domingo, 6 de janeiro de 2013

2013/JAN - Barra Velha, Florianópolis, Serra do Rio do Rastro, Palhoça e Garopaba


 Acordei as três da manhã para começar a preparar as coisas. A ideia é descer até a Argentina de moto passando uma semana em Barra Velha, dois dias em Florianópolis e depois sabe-se la onde.

 Sai para a estrada as quatro da manhã com a moto carregada e como não sabia quanto tempo iria ficar viajando e por onde iria passar resolvi levar muita coisa.

 Preciso dizer que a melhor escolha de todas foi ter saído as quatro pois não peguei nada de trânsito até Barra Velha - SC.

 A sensação gostosa que é viajar sozinho de moto é tão boa. Não preciso correr, não preciso andar devagar, não preciso parar, faço meu rítmo. Rodei praticamente 650 km sem colocar o pé no chão. Abasteci uma vez quase chegando a Barra Velha.

 Passei uma semana em Barra Velha na casa da Ana. A Ana é mãe de uma amiga de Campinas (Amanda) e gosto muito das duas.

 Foi uma semana tranquila: Passeios pelas praias, pela cidade, preparando almoço e janta, aprendendo a costurar, montando um jardim com garrafas pet, conversando e em Barra Velha tive a minha primeira tentativa de surf. A Ana é uma ótima pessoa e me aguentou por todo esse tempo.

 Depois dessa semana relaxante em Barra Velha segui para Floripa para encontrar minha prima Mariana e deixar a moto para a revisão anual.

 A ideia era chegar em Floripa, deixar a moto e ir encontrar com a Mari mas como peguei um baita congestionamento na BR-101 (depois me acostumei com eles) e tive que pegar a Mari primeiro e depois deixar a moto.

 Combinei de encontrar com a Ma no Mercado Público e chegando la descobri que meu celular não estava funcionando e também que o mercado não era tão pequeno quanto eu imaginava. Fiquei alguns minutos indo para la e para ca até encontrar a Mari.

 Fomos para a Top Car deixar a moto.

 Fomos bem atendidos mas a galera pecou com o pedido do Taxi. Ficamos esperando por horas (conversando) para descobrir que eles não tinham pedido o Taxi.

 Bom, depois de esperar por muito tempo o motorista nos deixou no centro da cidade pois eu tinha que ir ao dentista.

 Tudo em ordem com o dentista e fomos almoçar para depois ir para a casa da Ma.

 Chegamos em Palhoça, passamos no supermercado e fomos chamar alguns amigos da Ma para um jantar depois de uma caminhada pela cidade. Nesse dia conheci o Welton e a Graci.

 Dai para frente fomos as praias quase todos os dias. Sempre acompanhado da Ma, do Welton, da Graci, do Felipe, do Murilo, da Natália e do Jonas.

 No primeiro dia de praia fomos a praia do Santinho e chegamos la debaixo de chuva. Foi lá que o Welton nos ensinou uma técnica: Colocar a toalha na cabeça para fazer parar de chover....e deu certo. A praia do Santinho é bonita e possuí alguns trilhas bacanas. A que fizemos termina no topo de uma montanha de onde é possível ver as praias e a cidade. Muito bonito!

 No mesmo dia fomos encontrar como Felipe e o Murilo na cidade. Almoçamos todos juntos e fomos para a praia da Barra da Lagoa. É uma praia bem tranquila e cheia de Argentinos. As ondas são bem pequenas e é ótimo para quem esta começando a surfar. Alugamos algumas pranchas e passamos a tarde brincando com elas na água.

 Alem dessas praias fomos também a praia da Joaquina, Daniela, Ferrugem, Guarda do Embaú, Santo Antônio de Lisboa e também na Lagoa.

 A praia da Joaquina é bem divertida. É bonita, grande, cheia de pessoas e com boas ondas. Perto dela você encontra algumas dunas onde é possível levar uma prancha de sandboard ou alguar uma. Nós alugamos três pranchas e ficamos um tempão brincando. Quedas e mais quedas :). Eu fiquei uns quatro dias com areia no olho.

 A praia da Daniela é boa para aquelas pessoas que gostam de praias que parecem uma piscina pois não tem nenhuma onda. Fomos la com a Nathy mas eu não sei muito sobre a praia pois passei o dia todo dormindo na areia. Foi um dia que a minha pilha acabou.

 Fui um dia em Santo Antônio de Lisboa de moto com a Graci e a praia é muito bonita. As ruas são pequenas e tem um ar de cidade antiga. Ficamos um tempo sentados na praia conversando. Comemos por la mesmo e estava uma delícia. Recomendo essa praia a todas como um ponto turistico (leve a câmera).

 Fomos a Lagoa em um dia que estava ventando muito e foi bem divertido pois tinham muitas pessoas praticando Kitesurf (meu próximo esporte :P). Ficamos la eu, a Mari, o Welton e a Ana. A Lagoa é linda e não me canso de olhar para ela.

 Outra paisagem em Floripa que não me canso de olhar é a da Beira Mar. Ficar preso no trânsito ali era tranquilo pois eu ficava admirando toda aquela beleza. A cidade de Florianópolis é linda. Me peguei muitas vezes falando comigo mesmo: "nossa, que lindo"...o legal da Beira Mar é que tem uma ciclovia grande onde da para andar de patins, correr, andar de skate ou bicicleta.

 No meu último dia em Floripa fiquei a manhã toda conversando com a Graci sentado no gramado da Beira Mar...é impressionante! Lindo demais!

 A praia da Ferrugem fica em Guaropaba e foi uma das praias mais legais. É uma praia com ótimas ondas e foi o lugar onde encontramos os melhores surfistas. Lá o pessoal parecia saber surfar de verdade. Nessa praia você vai com o carro até a areia de pode passar o dia todo se divertindo com as ondas fortes. Existem também algumas piscinas naturais que se formam nas pedras para aqueles que não gostam muito de mar agitado. Lá encontrei com uma outra amiga de Campinas (A Mari) que já tinha anos que não via.

 Bom, a praia da Guarda do Embaú é a melhor de todas. Antes de sair de Campinas uma amiga (Elisa) comentou comigo que eu deveria ir para essa praia e guardei na memória.

 Quando comecei a viagem eu nem sabia que iria acabar ficando tão perto dessa praia indicada pela Elisa. Mas para a minha sorte, eu fiquei perto :). Em Palhoça.

 A praia é tudo o que a Elisa falou. Fiquei impressionado!

 Trilhas e mais trilhas, a cor do mar é impressionante, blocos de pedras cercados de verde por todos os lados, vistas de tirar o folego, boas ondas e uma praia imensa! A Guarda do Embaú é uma parada obrigatória para qualquer pessoa que goste de praia nesse mundo. Pretendo voltar para la logo e quem sabe acampar por la.

 Nesse meio tempo em Floripa resolvi ir conhecer a Serra do Rio do Rastro.

 A Serra do Rio do Rastro é passagem obrigatória para todos os apaixonados por motociclimo. Fui até a serra em uma sexta e cheguei nela por Urubici. Foi o único dia de chuva forte durante toda a viagem.

 A chuva não atrapalhou o passei e posso dizer que foi gostosa e refrescante. Com a chuva a temperatura caiu para 12C e cheguei a parar duas vezes na estrada para tomar chocolate quente. É impossível resistir ao chocolate quente com chuva, moto e 12C.

 O mirante da serra é lindo mas passou a maior parte do tempo que estive la coberto por nuvens. Em alguns momentos chegou a abrir e consegui ver toda a estrada. Vale cada quilometro rodado.

 Subi e desci a serra três vezes mas o mais gostoso mesmo era descer a serra. Nesse dia eu parecia uma criança que tinha acabado de ganhar um brinquedo.

 Bom, a viagem foi ótima. Fui para Floripa para ficar somente dois dias e não consegui sair de la. Conheci pessoas incríveis, estava super bem acompanhado e as praias eram lindas. Acabei não indo para a Argentina e tendo que voltar para Campinas para resolver alguns assuntos....mas Floripa ficou marcado. Voltei apaixonado pela cidade!

 Na volta para Campinas encontrei uma outra moto parecida com a minha na estrada e resolvi parar para conversar com o casal na moto quando estávamos no pedágio. No fim era um casal de Floripa indo para São Paulo e me acompanharam durante quase toda a viagem. Fizemos paradas para tomar café e conversar. Foi uma experiência interessante pois os dois eram muito gente boa!

 Bom, agora é esperar o casamento do meu irmão em março e me preparar para conhecer melhor o sul do país :).

Vídeo:

2 comentários:

Urik B. da Silva disse...

Olá amigo, cheguei no seu blog pelo interesse motocilistico e gostei bastante do conteudo num geral. Sou de Florianópolis e é muito bacana saber que o pessoal que vem pra cá e aproveita a cidade melhor do que quem mora aqui. Fiquei interessado nos teus equipamentos. Qual câmera você usa? Com qual case? Abraços!

Thiago Ribeiro Mendes disse...

Grande Urik.

Entra em contato comigo pelo facebook

www.facebook.com/mochiladepano e a próxima vez q eu for para Floripa marcamos uma volta de motoca...quem sabe a serra do rio do rastro :)

Eu uso duas gopros e uma nikon para fazer os vídeos....

o case é o que vem com a gopro...p a nikon não uso nenhum case